Aprenda como rastrear um celular roubado ou perdido

celular roubado perdido

Saber como rastrear um celular roubado ou perdido pode ser útil em diversas situações, pois, além da alta taxa de roubos de smartphones, sempre há a possibilidade de perdermos o dispositivo móvel por conta de algum descuido, não é verdade?

Contudo, a boa notícia é que você pode tomar algumas medidas de segurança e rastrear o celular roubado ou perdido por meio de alguns serviços básicos oferecidos pelo Google (Android) e pela Apple (iOS). É exatamente sobre isso que falaremos neste conteúdo.

Quer saber o que fazer quando perder seu celular? Então, acompanhe esta leitura para conferir as nossas dicas!

O que fazer para rastrear o meu celular perdido?

Localizar a posição do dispositivo móvel é uma ótima alternativa para rastrear celulares perdidos em casa, por exemplo. No entanto, é preciso que o serviço de localização esteja ativo antes da perda. Por isso, deixe a opção sempre ligada, ok?

Agora, vamos aprender a fazer o passo a passo em dispositivos Android e iOS!

Android

Para localizar celulares Android, acesse o site da Google Play Store e siga estes passos:

  • vá à funcionalidade “encontre o meu dispositivo”;
  • toque no avatar — no canto superior da tela;
  • ative a permissão para acessar a localização do celular.

A partir do mapa, você verá a opção “reproduzir som” na barra no canto esquerdo. Isso fará com que o aparelho toque por 5 minutos — ainda que esteja no modo silencioso.

Lembrando que você precisa estar logado na mesma conta que está associada ao smartphone.

iOS

Para iPhones, acesse o iCloud no seu navegador e siga este passo a passo:

  • faça o login com as credenciais da Apple ID relacionadas ao iPhone;
  • abaixo do mapa, clique na opção “tocar som”;
  • acesse o “modo perdido” para também ter acesso a todos os dados sobre o histórico de localização do celular.

Será exibido, na tela, um mapa com a localização do telefone e, assim como no Android, o aparelho começará a emitir um som para que você o encontre.

E quando o caso for rastrear um celular roubado?

Infelizmente, há outras maneiras de ficarmos sem o nosso aparelho de celular, além da sua perda nos limites da nossa casa. Também é possível nos vermos sem ele após a ocorrência de um roubo ou de um furto.

O primeiro acontece quando a vítima fica “cara a cara” com os infratores, que levam o celular após aplicarem força, violência ou realizarem ameaças. O segundo, por sua vez, é dividido em:

  • furto simples, quando o celular é furtado sem que a vítima se dê conta;
  • furto qualificado, quando o bem é levado após a invasão de algum espaço (quebra de um cadeado, rasgo em uma bolsa, entre outros).

Se isso acontecer com você, não se desespere. É possível tomar algumas medidas para remediar a situação ou, pelo menos, atenuar os seus efeitos negativos. Vamos conhecer as dicas a seguir!

Faça um boletim de ocorrência

Fazer o boletim de ocorrência é uma maneira de informar às autoridades o ocorrido e ter a chance de, quem sabe, ter seu aparelho de volta. Isso acontece porque, quando a polícia recolhe celulares roubados, por meio do IMEI, é possível identificar o boletim e, consequentemente, o dono do aparelho.

Para registrar a ocorrência, você precisa ser maior de 18 anos e procurar a delegacia da sua cidade — em alguns lugares, é possível fazer isso pelo site da delegacia virtual. Além disso, você deve estar com seus documentos pessoais, comprovante de residência e e-mail válidos em mãos. Depois, basta preencher os dados solicitados e descrever com detalhes a ocorrência.

Para sua segurança, salve ou imprima uma cópia do registro.

Providencie o bloqueio do chip

Ao realizar o bloqueio do chip, você se isenta de possíveis cobranças realizadas em seu nome, além de garantir que o chip ficará inutilizável. Por isso, faça o bloqueio do chip quanto antes. As operadoras disponibilizam esse serviço automaticamente, seguindo apenas alguns passos.

Vale ressaltar que, ao realizar o bloqueio do chip, você pode resgatar seus dados ao comprar um novo. Assim, consegue manter o número e recuperar contatos que foram salvos no chip. Para isso, basta entrar em contato com sua operadora quando estiver com o novo chip em mãos.

Apague os dados do celular

Você precisa proteger seus dados pessoais para evitar que um estranho tenha acesso às informações sigilosas. Mesmo que você não esteja com seu aparelho em mãos, é possível rastrear o celular roubado e formatar o aparelho.

Quer descobrir como fazer isso? Então, novamente, confira o passo a passo com dicas para Android e iOS.

Android

Se o seu celular for Android, acesse a Google Play Store e siga estes passos:

  • autentique sua conta;
  • clique na engrenagem, no canto superior direito;
  • acione a opção “gerenciador de dispositivos Android”;
  • na janela, selecione o dispositivo;
  • pressione “apagar”.
iOS

Caso você tenha iPhone, entre com seu login e senha no iCloud e siga este passo a passo:

  • vá para a tela inicial;
  • clique em “buscar meu iPhone”, localizado no rodapé;

No topo da página, acesse “todos os dispositivos” e clique sobre o seu aparelho;

  • à direita, escolha “apagar iPhone”;
  • confirme, ao clicar em “apagar”.

Altere as senhas das redes sociais

Outra medida de segurança é apagar as senhas das redes sociais, visto que um estranho pode rastrear seus dados pessoais por meio do celular roubado ou perdido — como fotos, familiares e amigos. Veja, a seguir, como fazer esse processo em algumas redes diferentes!

Como alterar a senha do Facebook?

Entre no site do Facebook e, no canto superior direito do seu perfil, clique em “configurações” — simbolizado como uma seta para baixo. Em seguida, vá para “segurança e login” e clique em “alterar a senha”.

Como trocar a senha do Instagram pela Web?

Acesse o Instagram Web e vá para o seu perfil. Depois, clique em “configurações” — localizado ao lado de “editar perfil”. Em seguida, escolha a opção “alterar senha”.

Como criar uma nova senha no LinkedIn?

No LinkedIn, acesse a “central de ajuda”, que fica localizada abaixo do “eu”. Em “ações populares”, clique em “redefinir senha”. O LinkedIn vai confirmar sua conta antes de realizar a alteração. Depois de confirmada, você será redirecionado a uma página para alterar a senha.

Como mudar a senha do Twitter?

Acesse o Twitter e clique na foto do seu perfil. Depois, clique em “configurações” e, em seguida, em “privacidade”. Logo, basta clicar em “senha” e alterá-la.

Caso você utilize outro tipo de rede social, o indicado é fazer o mesmo. A mudança de senha é bem intuitiva e, caso não encontre a opção, é possível entrar em contato com o suporte e obter a ajuda necessária.

Não descuide das suas informações bancárias

Outra dica muito importante é: não deixe as suas informações bancárias sem cuidado! Afinal, com algum esforço (que envolve passar pela sua senha ou uso de biometria, por exemplo), é possível que os seus aplicativos bancários e financeiros sejam utilizados pelos infratores. Imagine a dor de cabeça, hein?

Por isso, quando o seu aparelho for roubado, aproveite e entre em contato com as instituições financeiras para que o seu acesso aos aplicativos seja cortado quanto antes. Além disso, ter o BO em mãos é sempre muito importante nesse momento, para que você possa comprovar que qualquer transação eventualmente feita não foi realizada pelo titular das contas acessadas.

Bloqueie o aparelho pelo IMEI

Quando você bloqueia o aparelho pelo IMEI, ele é colocado em uma espécie de “lista negra” e, com isso, qualquer serviço que precise de uma operadora fica inoperante, como ligações e WhatsApp. Para isso, basta entrar em contato com sua operadora, com o número do IMEI em mãos.

Como encontrar o IMEI de um celular?

A primeira e mais importante dica é anotar o IMEI do aparelho sempre que você adquirir um novo smartphone, pois esse número será de grande utilidade na hora de rastrear o celular, caso ele seja roubado ou perdido.

Com o número do IMEI, é possível fazer um bloqueio remoto ainda que ele não esteja conectado à internet e com o recurso de localização ativado. Além disso, ao bloquear, você impede que o aparelho continue funcionando e evita que qualquer pessoa possa utilizá-lo sem autorização.

Veja, a seguir, o modo de fazer esse processo em celulares de diferentes sistemas operacionais!

Android
  • Vá em “configurações”;
  • toque em “sobre o telefone”;
  • abra a guia “status”.

No fim da tela, você verá o número do IMEI. Caso ele não apareça, toque em “informações do IMEI”.

iOS
  • Vá em “ajustes”;
  • toque em “geral”;
  • abra a guia “sobre”.

Lá você encontrará a opção IMEI. Lembrando que também é possível encontrar o número do IMEI na caixa do smartphone, geralmente na parte externa e no fundo da embalagem.

Por fim, a melhor maneira é digitar o código *#06* no discador de chamadas, como se estivesse fazendo uma ligação comum. O número aparecerá na tela do aparelho.​

Como evitar a perda ou o roubo de celulares?

Para finalizar, vamos trazer algumas dicas para que você possa evitar o roubo ou perda dos seus celulares. Sabemos que isso é um pouco difícil, mas tente incluí-las em seu dia a dia mesmo assim:

  • evite sair com o celular na mão pelas ruas;
  • sempre confira os bolsos ao se levantar de um local;
  • evite também deixar o aparelho no bolso de fora de mochilas ou nos bolsos traseiros da calça;
  • se for necessário se ausentar, deixe o seu celular com alguém de confiança.

Apesar disso, ainda assim todos corremos o risco de ter o celular roubado ou furtado em qualquer região do planeta. Por isso, que tal contratar um seguro para celulares e poupar essa dor de cabeça? Essa é uma medida que traz muitas vantagens!

Como você pôde conferir neste artigo, ter um celular roubado ou perder o aparelho nem sempre é motivo para abandonar as esperanças de recuperá-lo. Contudo, contratar um seguro para smartphones pode ser o caminho mais tranquilo para evitar contratempos e dores de cabeça.

Agora que você sabe como rastrear o celular roubado ou perdido, não deixe de conferir também qual o melhor seguro para celular!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe nas redes sociais:
Você também pode se interessar:
Saiba mais sobre a Kakau