3 situações que o seguro de bike não cobre

seguro de bike não cobre

Tão importante quanto achar uma empresa qualificada para proteger sua bicicleta é entender o que o seguro de bike não cobre. Muitas pessoas não leem a apólice contratada e acham que qualquer imprevisto será coberto, mas não é bem assim.

Neste artigo vamos explicar o que seu seguro de bike não cobre e também vamos falar sobre a importância de entender bem esses elementos da sua apólice para que não ocorra nenhuma surpresa.

O que o seguro de bike não cobre?

Existem ciclistas de todos os perfis: maratonistas, competidores, amadores e ainda aqueles que pedalam para chegar ao trabalho ou por lazer. Porém, todos eles estão sujeitos não só aos sinistros cobertos pela apólice, mas também aos imprevistos que não estão.

A seguir, selecionamos alguns tipos de acidentes e imprevistos que não estão cobertos pela maioria das seguradoras.

1. Furtos simples

Todas as seguradoras, assim como a Kakau Seguros, cobrem roubo e furto qualificado, mas não o furto simples. O melhor jeito de explicar é diferenciando os dois tipos. De forma clara, tanto o furto qualificado como o furto simples acontecem quando o proprietário se encontra longe do objeto. Até aí tudo bem, porém, somente se configura como furto qualificado se existe uma barreira ou obstáculo para que o bem não seja levado, como um cadeado, porta ou qualquer outro mecanismo de proteção.

Já o furto simples é quando o ladrão atua sem que ocorram obstáculos para o crime. Por exemplo, você estacionou sua bicicleta na rua sem cadeado para entrar em uma loja e quando voltou ela já não estava lá. Ou, ainda, deixou sua bike do lado de fora da sua casa à noite e quando acordou alguém tinha a levado. Esses dois exemplos são configurados como furto simples e não são cobertos pelas seguradoras.

2. Danos preexistentes

Em suas pesquisas sobre as opções de seguro para sua bike, você já leu sobre vistorias, não é? Inclusive aqui na Kakau a nossa é feita inteiramente online, mas você sabe por que ela é necessária? É para identificar danos que já existiam antes do momento de contratação do seguro, pois este cobrirá como sinistro apenas os danos que ocorreram depois do contrato. Por exemplo, se o selim da sua bike estava quebrado antes da contratação do seguro, esse dano é preexistente, portanto, não estará coberto.

3. Desgaste natural

Por fim, seguros não cobrem a deterioração e o desgaste natural do objeto segurado. É certo que tudo e todos estão sujeitos à ação do tempo, mas a maioria das seguradoras não cobre esse tipo de infortúnio.

Esses são os 3 tipos de situações que a maioria dos seguros não cobre, e é importante conhecê-los antes da contratação. Agora você já possui os conhecimentos necessários para escolher a melhor seguradora para sua bike.

Uma seguradora competente precisa sanar todas as suas dúvidas sobre o processo de contratação, escutar e estar pronta para ajudar. É muito importante escolher uma empresa que assegure de forma eficaz e eficiente suas necessidades.

Neste artigo, explicamos algumas situações que o seguro de bike não cobre, entre elas, o furto simples, os danos preexistentes e o desgaste natural. Também falamos um pouquinho sobre a importância de escolher a seguradora certa para atender suas necessidades.

Quer saber um pouco mais sobre o seguro Mobi da Kakau Seguros? Conheça as nossas vantagens!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Compartilhe nas redes sociais:
Você também pode se interessar:
Saiba mais sobre a Kakau