Quais os tipos de bicicleta que existem e como escolher?

As bicicletas são uma presença constante no trânsito das cidades brasileiras. E, além de um meio de transporte, a bike também é uma ferramenta de esporte e lazer. Por isso, podemos encontrá-las também nas montanhas, nas trilhas pelo mato e em passeios tranquilos no parque. Assim, também há diversos tipos e modelos de bicicleta, cada uma com suas características, seu design e seu desempenho.

Quer conhecer os principais tipos de bicicleta existentes no mercado e para quais atividades são mais indicadas? Então venha conosco e continue a leitura.

Mountain bike

Nada melhor do que começar com o modelo preferido dos brasileiros. Segundo a Aliança Bike, cerca de 60% das bicicletas vendidas no Brasil em 2021 eram clássicos modelos mountain bike.

Pense em uma “magrela” que pode ser utilizada em qualquer cenário: essa é a característica principal das “bikes de montanha”. Assim, é possível pedalar em terrenos acidentados ou enlameados, estradas de terra e até na neve!

As mountain bikes contam com pneus largos e dotados de cravos para prover maior estabilidade em pisos acidentados. Os melhores modelos também costumam contar com sistema de amortecimento e suspensão diferenciada.

Pela sua versatilidade, pode ser utilizada tanto por iniciantes como para os veteranos mais acostumados aos desafios. Costuma ser o modelo mais encontrados em lojas on-line e físicas, então o usuário terá muitas opções para considerar, de acordo com suas preferências.

Urbana

Como o nome já sugere, esse modelo tem tudo a ver com as cidades. Elas são ideais para quem deseja pedalar nas ruas, ciclovias e parques. O design costuma ser simples e funcional, como os modelos de passeio.

Esse modelo de bike proporciona maior estabilidade para os ciclistas, uma vez que ele passa a pedalar com o corpo mais endireitado, quase em pé. Isso pode ser um problema para quem enfrenta muitas subidas.

De qualquer modo, também é uma ótima opção para aqueles que desejam se exercitar de maneira mais intensa, já que os pneus costumam ser mais grossos — justamente para enfrentar terrenos mais irregulares.

Híbrida

Muitos a consideram uma ramificação das bikes urbanas, mas a listamos como um item a parte pelo seu sucesso no mercado brasileiro. Afinal de contas, ela é feita para encarar diferentes trajetos.

Você pode estar se perguntando: por que “híbrida”? É simples: é um modelo que reúne características tanto das mountain bikes como das bicicletas desenhadas para as estradas. Desse modo, serve desde aos ciclistas mais aventureiros àqueles que desejam apenas passear por aí.

É possível encontrar muitas opções de freios e engrenagens para esse modelo. A bike híbrida é leve e rápida, ótima para quem deseja mais praticidade para o seu dia a dia e até uma opção mais robusta para terrenos irregulares.

Elétrica

Sensação no mercado brasileiro, a bike elétrica chegou para ficar. Também conhecida pelo apelido “e-bike”, não chega a ser uma completa ruptura em relação aos modelos tradicionais.

Sua principal característica é a utilização de um motor elétrico integrado, que garante maior propulsão para o ciclista. Ela conta com baterias recarregáveis e velocidades variáveis.

Essa bike ajuda a deixar o pedal mais leve e amigável para quem não tem tanto preparo físico — até por isso, é ideal para iniciantes. Assim, é um modelo muito indicado para ladeiras e subidas e também é ótima para o transporte de mercadorias, já que fica mais fácil manter o ritmo do pedalar.

Fixa

Tem esse nome por apresentar um pinhão fixo com uma catraca que trabalha em conjunto com a roda traseira. É uma bicicleta bastante simples e boa para iniciantes, além de ser uma opção interessante para aqueles que querem apenas um modelo funcional para se locomover e se exercitar.

Uma das suas principais características é a ausência de freio — isso porque ela conta com apenas uma marcha. Esse detalhe é interessante porque esse tipo de bicicleta não exige manutenções demoradas.

O modelo é ideal para quem quer pedalar aos finais de semana e também para aqueles que estão querendo começar a pedalar por aí.

Dobrável

Esse modelo já é um pouco mais exótico em relação às bikes tradicionais. Isso porque ela pode ser dobrada para facilitar o transporte e o armazenamento dentro de automóveis, por exemplo.

Além disso, é uma ótima opção para quem quer complementar o seu trajeto com uma viagem de ônibus ou metrô, já que pode ser dobrada e ocupar menos espaço. Suas rodas costumam contar com dimensões menores, otimizando a aceleração.

Todas essas facilidades têm algumas desvantagens, como o preço mais elevado em relação a outros modelos e também o baixo desempenho em percursos mais longos. Contudo, em termos de praticidade, é praticamente é imbatível.

Speed

Caso você seja fã de bikes, certamente já ouviu falar de competições como Tour de France e o Giro d’Italia. Aquelas bicicletas utilizadas nesses torneios, capazes de atingir altíssimas velocidades, têm um nome sugestivo: Speed.

Não é coincidência, já que esse modelo foi desenhado para proporcionar velocidade e desempenho. São apropriadas para o uso tanto no asfalto como na estrada, ambientes na qual a sua leveza se destaca.

Os pneus são mais finos e de alta pressão, desenvolvidos para diminuir a aderência ao solo. Isso exige técnica apurada por parte do ciclista, além de muita técnica para evitar os tombos.

Até por isso, não é recomendada para iniciantes. Também não é boa ideia utilizá-la em pisos escorregadios ou terrenos muito acidentados, já que os pneus finos e lisos são mais vulneráveis a furos.

Os modelos de bicicletas não param por aí: também é possível encontrar bicicletas dutch (ou confort), trial… Contudo, as que listamos aqui são os modelos mais facilmente encontrados no Brasil.

Como pudemos ver no artigo, é possível encontrar tipos de bicicleta que atendam a diversas necessidades. Temos modelos robustos, de passeio, dobráveis e até mesmo aqueles que priorizam a velocidade. Agora que você sabe tudo sobre cada um deles, é só escolher e pedalar!

Porém, garantir um seguro com ampla cobertura e assistência para a sua bike é tão importante quanto se inteirar sobre os diferentes tipos de bicicleta. Desse modo, você se protege contra roubos e furtos qualificados, além de proteção em caso de acidentes, entre outros benefícios.

Gostou do artigo e quer conhecer a importância do seguro para a sua bike? Então, leia agora mesmo nosso post sobre como funciona uma apólice de bicicleta!